25 de janeiro

gus 2

Às vezes meu cérebro entra em um universo paralelo melhor onde eu me esqueço que você não está aqui e te ligo pra conversar do dia, mas cai sempre na caixa postal. Eu acho que faço de proposito só pra ouvir sua voz e aquela risada no final e é exatamente aí que o mundo fica pequeno pro meu inconformismo.

É 25 de janeiro de novo, tem sido 25 de janeiro por muito tempo – todos os dias- desde que você se foi. Eu brigo com você, brigo com os céus e faço perguntas que nunca tem respostas. Amigos não deveriam morrer.

Hoje eu tô te imaginando aqui numa mesa de bar rindo e falando mal da vida. Eu tô te imaginando pedindo aquela música do Caetano enquanto implica comigo dizendo que a minha calça é cafona. Tô te imaginando pintando poesia nas paredes da cidade e implicando com o fato da arte não ser profissão.

Ás vezes me pego imaginando também como você se pareceria se ainda estivesse aqui. Se teria engordado por causa do excesso de cerveja, se ainda namoraria a Marina, se teria entrado mesmo na faculdade de história pra mudar o mundo como você sempre falou que faria, se ainda usaria o mesmo corte de cabelo completamente desleixado, se você ainda gostaria das mesmas músicas e se ainda usaria aqueles sapatos de pano que são bem mais cafonas do que as minhas calças eram.

Mas acima de tudo fico imaginando o que você diria da vida que eu tenho levado, já que você sempre foi a pessoa que me dizia verdades e fazia críticas acompanhadas de risadas. Fico imaginando se teria orgulho da pessoa que eu me tornei nos últimos anos, se apoiaria minhas escolhas profissionais. Se diria que eu fiquei louca por ter enfrentado meus pais e escolhido outro curso que não direito ou administração. Eu aposto que não. Aposto que você iria querer comemorar e dançar pagode depois de ficar sabendo disso. Fico imaginando o que você diria sobre os meus não-relacionamentos e a preguiça que tenho sentido das pessoas ultimamente. Fico imaginando qual conselho sábio demais pra sua idade você me daria.

É dia 25 de janeiro, mas não só hoje como pra sempre eu vou sentir sua falta. Amigos não deveriam morrer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s